Projeto aproxima jovens de patrimônio cultural através do rádio

Por Juliana Leite

Nas cidades de Cachoeira e São Félix, o projeto Cultura Viva vem oferecendo aos jovens a oportunidade de se aprofundarem na história e cultura do Recôncavo, através da qualificação para construírem programas de rádio sobre o patrimônio local.

Com quatro meses de funcionamento os alunos já passaram pela fase de aulas teóricas e estão começando a por em prática alguns dos assuntos que foram abordados em aula. Eles escolheram temas de acordo com a cultura local e estão desenvolvendo essas temáticas no planejamento do programa final. Passeios, experiências, entrevistas, notas e produções estão presentes no planejamento das atividades e instigam os alunos a conhecerem mais sobre a sua cultura.

O aluno Edvaldo Sena é um amante do rádio e viu no projeto a chance de adquirir mais conhecimento. “Está sendo uma ótima experiência. Algo que só vem engrandecer e qualificar o aprendizado do aluno. É uma soma de conhecimento e que só vem me ajudando a alcançar o que desejo”.

????????????????????????????????????

Em visita a Saubara conhecemos D. Jô, mestre na arte de confeccionar artesanatos de palha

Fernanda Lemos é uma das colaboradoras do projeto, a aluna de Jornalismo pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia se sente lisonjeada em ser a monitora de rádio. “Além de ter contato com pessoas diferentes, estou conhecendo a cultura do Recôncavo com outro olhar. Esse projeto já vem acrescentando muito na minha vida.”

Sem distinções de idade, o Projeto acolhe jovens da mais variada faixa etária. Desde o jovem de 15 anos ao jovem que já passou dos 50. Apesar de já ter passado pela juventude, o aluno Edvaldo não se sente constrangido em fazer parte de uma turma composta por jovens. “Me sinto bem estando ao lado dos jovens, pois é uma troca de valores e de experiências. Aprendo muito com eles e ofereço um pouco do que sei aos mais novos”, afirmou.

O projeto encerará suas atividades no mês de julho. Ao final serão construídos oito programas de rádio produzidos pelos alunos e que serão veiculados pela rádio Magnificat FM. Esta é uma realização da ONG Casa de Barro, que atua na valorização da cultura de todo o recôncavo através de metodologias arte educativas, e que conta com o apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda e Governo do Estado da Bahia.